by

Negociantes de Díli pedem a Governo segurança nas fronteiras

15/10/2020 Os vendedores ambulantes no Largo de Lecidere pediram, ontem, ao Estado timorense, em particular ao Ministério da Defesa e Segurança, que mantenha as operações de controlo e de vigilância na linha fronteiriça. Querem impedir as entradas e saídas ilegais na fronteira terrestre.

O vendedor Domingos Marçal afirmou, em declarações aos jornalistas, que a medida visa prevenir uma eventual transmissão do novo coronavírus.

Voice over – Domingos Marçal

O Governo precisa de reforçar o controlo nas fronteiras para assegurar a saúde pública de todos os cidadãos. Como sabemos, a pandemia da covid-19 propagou-se em todo o mundo, causando a morte de milhares de pessoas.

A vendedora Teotónia Belo elogiou, por sua vez, o Presidente da República, Francisco Guterres Lú Olo, por ter promulgado o 6.º período do estado de emergência. Para a vendedora,são necessárias as operações de controlo e de vigilância mais apertadas nas fronteiras.

Voice over – Teotónia Belo

Quero elogiar o nosso Presidente da República, porque tomou a medida correta ao promulgar o estado de emergência por mais 30 dias. A medida vai permitir impedir que pessoas possam entrar e sair ilegalmente na zona fronteiriça.

Donya Fernandes ,vonia rego na reportagen

Kona-ba Autor: Radio Comunidade Comoro

Gravatar Image
Radio Comunidade Comoro (RCC) nu’udar organizasaun mídia komunitáriu ne’ebé non-lukru no hetan inisiativa no partisipasaun másimu husi komunidade, liu-liu joventude sira ne’ebé iha ispíritu voluntarizmu a’ás hodi kontibui ba vizaun no misaun RCC nian.

Comment